Disque Avaré - (14) 3732-3482
Guia Avaré Notícias A Força das Apostas Esportivas não tem Barreiras

18/07/2019 08h51 - Atualizado em 17/07/2019 09h28

A Força das Apostas Esportivas não tem Barreiras

Hoje em dia não podemos falar de esportes sem citar os e-Sports. Os “jogos de vídeo-game” já são uma realidade no mundo e como todo esporte, virou ‘negócio’. Esse tipo de ‘negócio’, atrai público, organizam-se campeonatos, gera renda, patrocinadores se interessam, investem em jogadores, que se tornam profissionais e assim criam-se novas possibilidades, como as apostas em e-Sports.

Sim! O rápido crescimento dos e-Sports nos últimos anos abriu uma possibilidade real de negócio antes inimaginável.

Essa nova tendência cresce numa velocidade maior do que propriamente os jogos populares como futebol, basquete e outras apostas esportivas tradicionais.

Hoje já tem jogador ganhando cifras milionárias e só é possível pois existem milhares de pessoas assistindo e “consumindo” o jogo.

Segundo pesquisa da empresa NJGames.org, as apostas de e-Sports podem atingir US$ 12,9 bi em 2020.

A empresa chegou a esse valor considerando o aumento gradativo do jogo online que em 2016 foi avaliado em US$ 5,5 bilhões,

Esse deverá ser o crescimento gradativo, uma vez que o jogo online na quota de mercado do e-Sports, foi avaliado em US$ 5,5 bilhões em 2016, segundo a própria empresa.

Todo jogo se enquadra em e-Sport? Não! Um aspecto importante é que para ser considerado um e-Sport o jogo tem que se enquadrar na modalidade onde haja práticas de competição nas partidas, como por exemplo jogos como CS:GO, Overwatch, PES, FIFA, Dota, entre outros.

E para apostar em times de e-Sports é como apostar em qualquer outro time em qualquer outra modalidade.

No Brasil, por exemplo, alguns clubes tradicionais já aderiram ao “movimento e-Sport”. Dentre eles, encontramos:

-ABC: estreou nos e-Sports com a formação do ABC Stars;

- Athletico-PR: entrou nos eSports em 2017, em parceria que viria a batizar o time como Furacão E-Sports;

- O Avaí: firmou parceria em 2017 com a Jimmy e-Sports como forma de entrar nos eSports;

- Bragantino: time do interior paulista;

-Corinthians: com o time de LoL que chegou a ter bons resultados, mas não conseguiu títulos;

- Flamengo: entrou nos e- Sports em 2017 e desde então aposta apenas no League of Legends;

- Ferroviária: tem como estrela o "Henrykinho", campeão do e-Brasileirão no ano anterior;

- Goiás: entrou nos e-Sports também em 2017, no FIFA;

- Remo: entrou nos e-Sports em parceria com a Brave;

- Santos: resolveu entrar nos e-Sports em parceria com uma organização do mercado;

- Vitória: anunciou em 2018 que entraria nas modalidades de CS:GO (masculino e feminino) e League of Legends, além de PES e FIFA.

Essa parceria entre clubes de futebol conhecidos e equipes de jogos virtuais mostra a importância que está tomando o e-Sports e a potência que pode tornar-se em alguns anos.

Comentários

 
 

Receba Novidades

Cadastre-se grátis e receba novidades diariamente seu e-mail de notícias, promoções, guia comercial e muito mais.

Redes Sociais

Curta e compartilhe nas redes sociais

2020 © Guia Avaré - Todos os direitos reservados